TST convoca mesa de reunião entre Feittinf e BBTS (nova data)

Foi convocado, para a quinta-feira do dia 24 de outubro, uma reunião entre a BB Tecnologia e Serviços e a Federação Interestadual dos Trabalhadores em Tecnologia da Informação. O encontro acontecerá às 10 horas no Tribunal Superior do Trabalho, em Brasília.

A conversa surge após os trabalhadores recusarem a última proposta da empresa, que se fechou para negociações após a apresentação de tal texto. Dessa forma, a reunião é uma mesa pré-processual, ou seja, a última alternativa de acordo antes de se iniciar um processo.

Relembre os antecedentes

Diretores sindicais da Feittinf se reuniram no dia 20 de agosto (terça-feira) com representantes da BB Tecnologia e Serviço. A reunião, que aconteceu na sede da empresa em Brasília, tinha como objetivo dar início às negociações referentes ao Acordo Coletivo de Trabalho 2019/2020.

O encontro, porém, terminou sem um consenso entre as partes. O desacordo foi motivado pela apresentação da contraproposta da empresa, que excluía diversas cláusulas do interesse de seus profissionais, como conta o diretor sindical Paulo Roberto de Oliveira “a impressão é de que a BB nem se quer analisou o texto, ou então o fez com muita má vontade. Apenas isso explica uma proposta tão aquém dos trabalhadores”.

No dia 4 de setembro, quarta-feira, foi realizada nova reunião entre a Federação Interestadual dos Trabalhadores em Tecnologia da Informação (Feittinf) e a Banco do Brasil Tecnologia e Serviços (BBTS). O encontro ocorreu na sede da empresa em Brasília e tinha como pauta dar continuidade às negociações referentes ao Acordo Coletivo de Trabalho 2017/2019.

Após a falta de consenso que ocorreu na primeira reunião realizada no dia 20 de agosto, em que a BBTS apresentou uma contraproposta que, posteriormente, foi desaprovada pela maioria dos trabalhadores da categoria, aconteceu nova negociação. A empresa então apresentou um texto mais flexível, anunciando um reajuste salarial de 30% do INPC e mantendo diversas cláusulas outrora excluídas, apesar de algumas alterações e da exigência de que a sua proposta seja aceita em sua totalidade.

No dia 16 de setembro, segunda-feira, ocorreu a terceira reunião entre a Federação Interestadual dos Trabalhadores em Tecnologia da Informação (Feittinf) e o Banco do Brasil Tecnologia e Serviços. O encontro, que aconteceu na sede da empresa em Brasília, terminou com um impasse referente as cláusulas econômicas.

O atrito foi motivado, principalmente, pela proposta de reajuste proposto pela companhia, que foi de 40% do índice do INPC. De acordo com a ata da reunião, a empresa justificou o percentual do reajuste em razão da atual situação econômica do país, em que diversas agências fecharam, reduzindo o parque de equipamentos atendidos pela assistência técnica.

No último dia 25 de setembro, quarta-feira, os funcionários da BB Tecnologia e Serviços entraram em greve, fazendo uma paralisação parcial ao cumprir 40% do expediente.