Proposta para Acordo Coletivo 2018/2019 do Serpro é aprovada pelos trabalhadores

Pauta de reivindicação pede reajuste de ICV do período, mais 3% de aumento real; acordo foi apresentado em assembleias realizadas nas unidades da empresa 

Em assembleia, os trabalhadores do Serpro – Serviço Federal de Processamento de Dados aprovaram a pauta de reivindicação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) para 2018/2019. A proposta pede reajuste das cláusulas econômicas com base no ICV – Índice do Custo de Vida (DIEESE) do período (entre maio de 2017 a abril de 2018), mais 3% de aumento real. “Também queremos reajuste das horas extras com remuneração adicional de 70%, de segunda-feira a sábado, e 120% quando ocorrer aos domingos e feriados”, contou Paulo Roberto de Oliveira, secretário de finanças do Sindpd e diretor de Políticas Sindicais da FEITTINF. O dirigente representou as duas entidades na assembleia.

A proposta de ACT será entregue pela Feittinf ao Serpro para ser debatida em mesa de negociação nas próximas semanas. Além do secretário de finanças do Sindicato, os diretores Jerônimo Correia Bitencourt e José Hamilton Brandão também mediaram as assembleias realizadas nas unidades da Luz e Capela do Socorro, na terça-feira, 27, em conjunto com a Organização por Local de Trabalho – OLT do Serpro.

Os dirigentes ressaltaram que vão exigir da empresa um posicionamento rápido sobre a negociação.