Impasse nas negociações da CCT 2018 permanece, e nova rodada será agendada

Proposta patronal de manter facultativas as homologações no Sindpd emperra o fechamento do acordo na sétima rodada da Campanha Salarial 

Mais um impasse nas negociações para o fechamento da Convenção Coletiva de Trabalho 2018 dos profissionais de TI de São Paulo. Na manhã desta quinta-feira (01), a sétima rodada de negociação entre Sindpd e Seprosp foi marcada novamente pela insistência patronal em retirar a obrigatoriedade das homologações no sindicato da categoria.

Por sua vez, a comissão do sindicato dos trabalhadores se mostrou favorável a discutir a proposta, assegurando, todavia, a manutenção das homologações no Sindpd para os trabalhadores que são contribuintes do Sindicato.

“Não existe essa questão de facultativo para homologação. Temos o direito de garantir que quem contribui com o Sindpd faça a homologação no Sindicato”, contrapôs Antonio Neto, presidente do Sindpd, à afirmação do presidente do Seprosp, Luigi Nese, de que se houvesse a “insistência” do Sindpd pela obrigatoriedade das homologações, as negociações entre as partes seriam interrompidas.

Antonio Neto argumentou ainda que o Sindpd – dada a reiterada atitude da comissão patronal em retirar as homologações – não permitirá que sejam firmados acordos diretamente entre patrões e empregados sem a mediação e a discussão coletiva com o sindicato da categoria.

“Não escreveremos nada na CCT autorizando o Seprosp a nada, nem as empresas. Eu também não vou lhe autorizar a fazer aquilo que você quer. Sai a homologação, mas todas as outras cláusulas, também”, criticou Neto.

Segundo o presidente do Sindpd, a negociação precisa ter reciprocidade e ser uma “via de duas partes”. “Se não pode ter acordo com o sindicato, não terá respaldo da Convenção. A negociação é uma aproximação sucessiva”, completou.

Com o impasse, a próxima rodada de negociação está prevista para a próxima semana, mas ainda em data a ser confirmada. Fique atento ao site do Sindpd para acompanhar tudo o que acontece na Campanha Salarial 2018.

Para acompanhar o que acontece nas negociações, acesso o Face do Neto.

Veja a retrospectiva das negociações nos links abaixo:

Negociação da CCT 2018 volta à estaca zero

Sem acordo, negociação da CCT 2018 segue para a sexta rodada

Insistência patronal em descontruir direitos de TI dificulta o acordo da CCT 2018

Negociações avançam, mas acordo da CCT 2018 permanece distante

Patronato propõe corte de direitos já consolidados em 2ª rodada da Campanha Salarial 2018

CCT de 2017 é válida até que se firme nova Convenção, decidem Sindpd e Seprosp

Assista à integra da 7ª rodada: