Cobra paga PLR aos funcionários sem acordo com a FEITTINF

Empresa estendeu acerto com outra federação a todos os funcionários; FEITTINF reunirá os trabalhadores para assembleia que definirá pauta do ACT/2019-2020

 

A empresa Cobra, de maneira arbitrária, efetuou pagamento da Participação nos Lucros e/ou Resultados aos seus funcionários sem participação da FEITTINF. Ilegalmente, a Cobra estendeu a todos os empregados um acordo feito com outra federação. Segundo a diretoria da FEITTINF, esta atitude afronta os direitos dos empregados da empresa e desrespeita a representatividade da entidade e os trabalhadores.

Depois do início da negociação, em 30 de abril, os representantes da Cobra se comprometeram a abrir negociação da PLR em reunião com a OLT e a FEITTINF. Entretanto, preferiu agir de maneira arbitrária.

A FEITTINF reafirma seu compromisso com os empregados da Cobra e ratifica que não admitirá iniciativas como essa da empresa. No próximo dia 05 de julho, os diretores da Federação reunião os trabalhadores para a assembleia de pauta que definirá a proposta dos empregados para o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) 2019/2020.

Os diretores envolvidos com a BB Tecnologia afirmam que a entidade está preparada para formatar uma pauta consistente para que a comissão de negociação lute pelos empregados nas mesas de negociação com os representantes da empresa.

“Vamos ouvir os empregados e preparar uma proposta que mantenha os direitos e amplie as conquistas da categoria”, disse.